Recebendo amigos – e a bagunça que fica?

Gente, depois de toda a correria de fim de ano, agora só falta guardar umas travessas daquelas que ficam bem escondidas, e, como manda a tradição, no dia de Reis, desmontar a decoração natalina.

Aproveitei a deixa do pós festa para escrever sobre uma questão bem delicada para quem, como eu, adora receber, mas não é exatamente uma Amélia: e a preguiça da bagunça que fica depois?

No dia do natal, depois que sairam as 18 pessoas, sendo 4 crianças, a minha casa parecia aquelas praias da Tailândia depois do Tsunami. Tudo de cabeça para baixo, não dava nem para levar as coisas para a pia, pois a própria estava de cabeça para baixo, e os restos não cabiam na geladeira.

Em se tratando de natal, tudo bem: é uma vez por ano. Mas, e o potencial de desanimar a receber amigos em casa que uma cena dessas pode ter?

Eu não posso reclamar: o Gui é o melhor marido do mundo para essas coisas. Demora um pouquinho às vezes a engatar no trabalho, mas, depois que começa vai até o fim do meu lado. Às vezes continua até depois que eu já desisti.

Mas, voltando aos meus aprendizados de dona de casa prática que eu comentei neste post, nestes 3 anos e tanto de casada eu já aprendi alguns truques para continuar recebendo os amigos em casa a despeito do fantasma da bagunça de depois.

Você não vai ter boas lembranças do seu jantar, festinha, almoço ou seja la o que for se depois que todo mundo for embora, você, exausta tiver que lavar tudo e limpar tudo, principalmente se for do tipo de ODEIA lavar loucas. Portanto, considere esta questão na sua estratégia. Mas não desanime, existem varias saídas.

Se você tem empregada, fica tudo mais fácil, recolha todos os pratos e utensílios sujos, organize-os na pia, passe uma agua para tirar o excesso de sujeira e evitar um ataque de formigas e bichos piores, e deixe tudo por conta dela. Ou, quase tudo. Minha dica é: lave e guarde você mesma tudo o que for de estimação. É muito chato perder um prato daquele jogo que você tanto ama, mas com certeza, o seu cuidado e o carinho serão maiores para evitar que esta tragédia aconteça, e ainda evita possíveis mal-estares com a sua ajudante.

E daí vem mais uma dica: se for uma noite no meio da semana, em que nem isso você quer lavar, escolha itens de menor valor emocional para você. Pratos e copos fáceis de serem repostos, ou mais robustos.

Escolha o cardápio de modo a servir coisas que fazem menos bagunças, e sujam menos louças. Um prato único, como uma lasanha ou outra massa, reduz bastante o volume de louças a lavar. Tira-gostos? Só um, de preferência coisas secas, que não engorduram muito.

Neste dia de preguiça, não ofereça diversas bebidas para não ter o dobro de copos em relação ao número de convidados para lavar – e fuja dos cristais, que têm que ser lavados, secos e guardados no mesmo dia para sobreviverem intactos.

Por fim, abra mão do orgulho e da auto-suficiência, e aceite a ajuda dos amigos quando eles se oferecerem para ajudar a tirar a mesa e levar tudo para a cozinha – já poupa um trabalhão.

A última dica talvez não seja muito útil, mas para mim é o maior tesouro: tenha um marido companheiro, que não te largue sozinha na cozinha arrumando tudo e vai dormir. Porque qualquer bagunça fica mais fácil de ser debelada se você estiver feliz e bem acompanhada!

Anúncios

7 comentários sobre “Recebendo amigos – e a bagunça que fica?

  1. Esse é um problema que todas nós enfrentamos, depois destes dias a nossa cozinha fica um verdadeiro caos, como é que depois de tantas horas na cozinha, de planeamento prévio e de mil preocupações com a apresentação, tudo se desmorona e fica a parecer um campo de batalha?!?!
    Gostei das dicas, principalmente a do marido, he, he, he…

    Um excelente ano de 2008 para ti e para os que mais amas, e muitas beijocas deste lado do Atlantico!

  2. Eu acho que a minha ficou ainda pior. Felizmente o meu maridão é companheiro, só não se lhe pode é confiar os pratos de estimação – é muito pior que empregada!!

    Gostei das dicas, sobretudo a da bebida única.

    Bj e um excelente 2008!

  3. Reamente a bagunça que fica uma bagunça ,mas é muito bom.mAS FALA A VERDADE quando eles saeem fica um pouco pior do que esta///

  4. Se alguma coisa me deixa irritado é a bagunça que fica, não só a cozinha, mas a casa toda depois de uma reuniãozinha. Se não fosse os momentos bem agradáveis que normalmente acontece nestas ocasiões, acho que não valeria a pena receber gente em casa.

  5. Mas é justamente esta a minha tese: dá para montar reuniões muito bacanas, sem muita louça suja – é só planejar nesse sentido antes.

    Que tal, por exemplo, uma tábua de queijos, uvas e vinho? quase nada de louça, a não ser as taças que, se de cristal, eu recomendo lavar no mesmo dia!

  6. Bom, voces vao querer me matar mas eu sou do tipo prática, que adora uns pratinhos e copinhos descartáveis. Quero ver alguem escrever um livro “recebendo amigos e deixando a casa em ordem”… essa eu queria ver…

  7. Outra possibilidade seria inovar e realizar reuniões, diametralmente opostas àquelas em que cada convidado traz um prato. Na proposta os convidados levariam o seu lixo e arrumariam a sua bagunça. A comida seria responsabilidade do anfitrião e a arrumação sobraria para os convivas. Que tal? Um pouco deselegante?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s