A mãe polvo

Me lembro como se fosse hoje. Aliás, se não lembrasse, a memória do blog me ajudaria a lembrar, porque eu já fui lá e chequei, e foi no dia 22 de Novembro do ano passado, portanto há um ano e uma semana atrás, praticamente, que eu fui fazer o curso de gestantes, e comecei a suar frio com a enfermeira ensinando a dar banho nos bebês, pois eu achava que eles se pareciam com mini polvos, com milhares de bracinhos a serem vestidos e segurados durante o banho.

Passado este tempo, eu sobrevivi, a pequena está aí linda e fofa , com todos os seus bracinhos vestidos – que aliás eu descobri que eram só dois mesmo – o difícil é ela deixar vestir a cabecinha. A constatação que eu chego depois deste quase primeiro ano é que ela se qualifica para mini-polva só se for por ser filha da mãe polvo.

Não chamo para mim este título – acho que todas nós mães somos um pouco. Dar conta de tudo o que envolve cuidar da gente e dessas pequenas coisinhas bochechudas e inofensivas, mas que envolvem uma logística digna de presidente dos Estados Unidos não é brincadeira não.

Pequena vai passar 15 dias fora, assim como os pais. A diferença é que os pais passam a primeira semana sem pequena, e depois se juntam a ela para o natal. (e o coração de mãe já está palpitante, mas isso é assunto para outra hora!). Só os 15 dias da pequena fora já são suficiente para provocar uma pequena mudança, com todo o aparato que a acompanha. Junte-se a isso duas malas de mãe e de pai – uma para inverno e outra para um super verãozão, uma casa a ser dedetizada, um cão a ser hospedado e castrado e todos os preparativos que normalmente já antecedem o natal, e é assim que eu me sinto: uma autêntica polva, com todos os seus braços ocupados a dar conta de tudo isso!

PS: fui pesquisar a web para buscar alguma imagem engraçadinha para ilustrar o título do post, e apesar de não achar nada, fui surpreendida com várias entradas no google sobre mãe-polvo! Eu que achava que tinha cunhado a expressão!

Anúncios

5 comentários sobre “A mãe polvo

  1. Chris, como vai?
    Passei para ler o seu material e conhecê-la um pouco mais, assim como ao Blog, depois de sua visita no Blogdati. Boa sorte com os preparativos das viagens e muita força nessa semaninha sem a sua filhota. Meu filho já está para completar 2 anos e eu ainda não tive a coragem de viajar sem ele… me dá saudades só de pensar.
    Felicidades a você e a família! Tiffany

    1. OI Tiffany

      EU que agradeço o seu retorno! Eu confesso que também estou sofrendo com a perspectiva – mas ela vai ficar com a babá que está com ela desde que nasceu e com a minha mãe, então eu me arriscarei! Prometo comentar na volta como foi!

      Bem vinda ao Chrises, e a gente se vê de novo aqui ou no blogdati!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s