A delicadeza rende frutos

Falei para vocês esta semana da minha nova paixão com a delicadeza. Comentei ainda sobre a sua antecessora, parenta bem remota, a tosqueira. Depois de escrito, e de alguma reflexão, eu concluí que na verdade existe uma diferença. Em sendo uma pessoa naturalmente sarcástica, a tosqueira, quando chegou, invadiu o meu vocabulário quotidiano. Já a delicadeza, não. A delicadeza até faz parte da minha forma de tratar os amigos, no que diz respeito ao cuidado, à preocupação, mas não combina muito com meus maneirismos. Ou seja, por fora, eu sou mais tosca do que delicada.

Acho até que nesse sentido eu posso invocar uma semelhança com um certo amigo meu. Sarcástico até o último fio de cabelo, sarcástico até quando a terra treme. Mas, uma das pessoas mais delicadas, gentis e atenciosas que cruzou meu caminho nos últimos tempos. Acho que eu não me equiparo a ele nem em um nem em outro atributo – uma versão mais soft, talvez.

Pois bem, feita esta reflexão, descobri que eu não verbalizo a delicadeza com frequência. Estou atenta, é um pensamento recorrente, mas não é um vocábulo do meu dia a dia. Mas, o fato de trazê-la à pauta neste cantinho teve alguns efeitos interessantes. Daquele amigo sarcástico, eu ganhei um (melhor dizendo, dois) comentários delicadíssimos, onde até o sarcasmo natural, aquele que não desaparece nem quando a terra treme foi abandonado. De outras amigas, vários gestos delicados. Ontem eu ganhei uma outra homenagem delicadíssima de outro amigo, que, infelizmente, continua virtual (e a minha pizza?). Linda, linda, linda. Nem sei se, apesar de efetivamente a obras ser mais antiga que eu, se o amigo sabe que eu sou uma moça deveras nostálgica, afeita às coisas de outras épocas. Fiquei emocionada!

E o marido… ah, o marido… este nasceu, com o perdão das reservas dos machos para com a palavra em questão, banhado de delicadeza. Ontem fomos a um casamento,. e o marido tinha um compromisso hoje de manhã. Sabia que eu queria tirar o atraso das noites de pouco sono da semana, então fez o mínimo de barulho possível (tão pouco que eu consegui voltar a dormir imediatamente).

Ao acordar, optei por continuar na cama, enrolando, vendo tevê, já que estava sozinha, abdicando de preparar algo para comer – depois almoçamos juntos, pensei eu. Na hora em que resolvi levantar, encontrei na sala, com meu bowl de cereais servidos, e um bilhete carinhoso, com um aviso de que a cafeteira estava cheia e preparada, bastando eu ligar e me servir.

Conclusão: delicadeza atrai delicadeza. A rever a adoção irrevogável do vocábulo no discurso!

Anúncios

6 comentários sobre “A delicadeza rende frutos

  1. coisa q minha mãe sempre falou… saboia sua reflexão….qdo somos mais doces atraimos esse lado das demis pessoas e o inverso tbm é verdadeiro então sejamos açucarados!!!bjos

  2. Desculpa mas a impressão que você passa é de uma pessoa que não tem nada a ver com tosca. Eu não consigo enxergar como uma pessoa tosca, mesmo que só por fora, pode postar sobre delicados utensílios de cozinha ou fazendo “delicadamente” massa em pedaçinho (seu post de hoje 28/04).

  3. Olha, gente – eu acho que eu tenho os dois – mas quem me conhece pessoalmente sabe que o que salta aos olhos primeiro é o lado irônico, toscamente rebatizado de tosco! A delicadeza é mais sutil…

    Ana, você tem razão – a delicadeza dos homens derrete as mulheres – bobos os que não a assumem!!!

  4. Amiga,

    Quando tinha uns 12 anos, um professor me presenteou com a seguinte frase: “Sempre fica um pouco de perfume nas mãos de quem oferece rosas”. Nunca mais esqueci.

    Eu sou, a primeira vista, muito delicada, mas tem dias que posso dizer que tosca é apelido carinhoso para mim… rsrs
    Mas eu busco intensamente essa leveza, essa docilidade no trato com as pessoas, com a vida.

    Como já comentei no Trivial, assumo que “uso um óculos rosa” e prefiro continuar assim. E a melhor maneira, a meu ver, de contribuir é partindo de mim mesma. Não sei se acredito numa revolução coletiva sem uma transformação individual. Assim, persigo a delicadeza como o cego, a luz.

    Um beijo para ti, pessoa mais que delicada: generosa em se dividir conosco! 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s