Para quem não teve o prazer de conhecer pessoalmente…

Samuel Dench:

Professor de literatura galega medieval na Norwich University. De origem camponesa, muito humilde, perdeu a mãe e o pai em tumultos anarquistas na Irlanda. Aprendeu a ler e escrever, formalmente, apenas com 15 anos, quando fugiu para um pequeno pueblo na Galícia (Porto de Abaixo). Desenvolveu o gosto pela trova galega desde cedo. Desta fase são os primeiros cantos, copilados na obra O Buraco é mais Abaixo (1952). Nos anos 60 aparecem os primeiros sinais de um distúrbio emocional que se manifesta ora como depressão, ora com traços de paranóia clássica. Esta situação não o impede de desenvolver uma vasta produção literária. Filia-se ao grupo de Sheffield do qual fazem parte Norbert Bayles, Trixia Clemens, Albert Gayle e Thomas Windsdorf. Publica, a partir de 1963, a revista Gallix, dedicada a divulgação de autores galegos. Casado com a poetisa Peggy Lanes, não tem filhos. Laureado com os prêmios da Real Academia Galega (1976 – obra completa) e da Royal Society for Foreign Writers (1986 – Plus of me: deadly poems). De certa maneira, simboliza a herança clássica na literatura ocidental, expressa na simetria, harmonia, um certo bucolismo, com elementos epicuristas e estóicos. O fim inexorável de todos os seres vivos é uma constante em sua obra, clássica, depurada e disciplinada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s